-


Tour de France 2013 – 6ª Etapa: André Greipel mostra que também está forte pra caramba

 
 


Hoje tivemos mais uma etapa com chegada compacta e André Greipel, "o Homem sem Lábios", venceu o forte sprint.

A chegada de hoje foi extremamente rápida e marcada por um trabalho de embalada impecável da equipe Lotto-Belison. O grande favorito do dia, Mark Cavendish, caiu faltando 33km para o final e teve que fazer muita força para buscar o pelotão e não conseguiu fazer uma boa chegada.

Voltando para o início da etapa:

Como de costume, uma fuga saiu. Só que hoje ela só teve um integrante: Luis Angel Maté (Cofidis) partiu sozinho para a missão impossível de superar um pelotão de 190 ciclistas.

Como era missão impossível, ela acabou cedo… faltando 44km para o final da etapa o ciclista da Cofidis já foi neutralizado pelo grupo. E o pelotão foi aproveitando um forte vento a favor que levava para a chegada. O terreno plano e o vento fizeram com que a média de velocidade na terceira hora fosse de aproximadamente 49km/h.

Mark Cavendish, o favorito para a etapa de hoje sofreu uma queda feia faltando 33km para a chegada. Ele foi obrigado a trocar de bike e perseguir o pelotão durante alguns quilômetros.

O pelotão teve a cortesia de não acelerar para esperar que Cavendish voltasse ao grupo. Porém, o sprinter teve que gastar uma energia valiosa e assumir alguns riscos para voltar para o pelotão.

O belo trabalho da Lotto e na chegada:

Os últimos quilômetros do percurso eram bastante retos e a pista era larga. Isso fez com que as equipes acelerassem muito para a chegada. A Omega-Pharma assumiu a ponta do pelotão faltando 5km para o final, mas eles não conseguiram se manter lá por muito tempo.

A Argos-Shimano foi a próxima equipe que assumiu a ponta e a Omega-Pharma acabou indo bem para trás, deixando Cavendish mal posicionado. A equipe de André Greipel, Lotto, ficou loco atrás da Argos, esperando o momento certo de assumir a ponta.

Quanto o pelotão cruzou o pórtico de 1km para o final, a Lotto assumiu a ponta e acelerou muito. Greipel veio totalmente encaixado na roda de seu embalador para o sprint.

Nós últimos 500 metros, em um ato desesperado de posicionar melhor Cavendish, Peter Velits (o seu embalador) veio lá de trás do pelotão trazendo Cavendish em sua roda.

Como André Greipel estava muito bem posicionado, Cavendish antecipou a arrancada. Greipel esperou até a distância correta para ele e arrancou forte. Peter Sagan muito competente e mesmo sem nenhum embalador, ficou na roda de Greipel.

Cavendish não conseguiu sustentar o longo sprint e chegou em quarto lugar. Greipel venceu Sagan com uma bike de vantagem e Marcel Kittel (Argos-Shimano) chegou em terceiro

Resultados

1 André Greipel (Ger) Lotto Belisol 3:59:02
2 Peter Sagan (Svk) Cannondale Pro Cycling
3 Marcel Kittel (Ger) Team Argos-Shimano
4 Mark Cavendish (GBr) Omega Pharma-Quick Step
5 Juan Jose Lobato Del Valle (Spa) Euskaltel-Euskadi
6 Alexander Kristoff (Nor) Katusha
7 Jose Joaquin Rojas Gil (Spa) Movistar Team
8 Danny van Poppel (Ned) Vacansoleil-DCM Pro Cycling Team
9 Roberto Ferrari (Ita) Lampre-Merida
10 Samuel Dumoulin (Fra) AG2R La Mondiale
Geral

1 Daryl Impey (RSA) Orica-GreenEdge 22:18:17
2 Edvald Boasson Hagen (Nor) Sky Procycling 0:00:03
3 Simon Gerrans (Aus) Orica-GreenEdge 0:00:05
4 Michael Albasini (Swi) Orica-GreenEdge
5 Michal Kwiatkowski (Pol) Omega Pharma-Quick Step 0:00:06
6 Sylvain Chavanel (Fra) Omega Pharma-Quick Step
7 Christopher Froome (GBr) Sky Procycling 0:00:08
8 Richie Porte (Aus) Sky Procycling
9 Nicolas Roche (Irl) Team Saxo-Tinkoff 0:00:14
10 Roman Kreuziger (Cze) Team Saxo-Tinkoff




Fonte: Pra quem pedala